Sandro Donatello Teixeira

Termos de uso   |   Contato   |   Copyright © Sandro Donatello Teixeira 1998-2015

Retornar Figura exorcizada

Pintura O conteúdo patético das figuras de Sandro Donatello Teixeira assume um ponto de maturidade que o ombreia aos mais categorizados intérpretes da imagem do homem hodierno. Num andamento mais cauteloso, ele foi abrindo as portas fantásticas de seu museu de sobreviventes, revelando a angústia e exaltação de criaturas cada vez mais conscientes de sua fragilidade diante de forçasd intangíveis. E, por essa fatalidade, lançadas numa celebração primitiva e terminal, que ele argamassa com fogo e metal candente.

Ao titular seus trabalhos, Sandro Donatello dissimula a perversidade das encenações liberadas. São corpos indefinidos, expressões de plácido cinismo, sexualidades postiças e pungentes, tudo isto cingido a uma posição exibicionista e saturnal. Esta configuração do limbo vem apoiada numa pintura que invade o espaço com sabedoria e riqueza de recursos.

Vimos, outro dia, a perícia com que Flávio Shiró deixava transparecerem sugestões de figura no caos rigorosamente organizado de sua abstração. Aqui, em Sandro Donatello, é a figura soberana que se regala em exercícios de informalismo corretamente programados, conferindo à composição um raro nível de equilíbrio e movimento. Os trabalhos de Sandro Donatello podem ser vistos em dois espaços simultâneos: no Museu Nacional de Belas Artes e no Centro Cultural Itaipava. Recomendamos.

Walmir Ayala

Texto originalmente publicado no Jornal do Commercio, RJ, em 21 de setembro de 1986