Carlos Roberto Maciel Levy

Crítico e Historiador de arte

  E-mail

Conteúdo  

Comemorações

Pierre-Jules Le Chevrel circa 1810-1872
BICENTENÁRIO DE NASCIMENTO EM 2010

Tendo freqüentado a Escola de Belas Artes de Paris, veio residir no Rio de Janeiro, onde figurou nas exposições gerais de Belas Artes de Academia Imperial das Belas Artes, nelas obtendo medalha de ouro em 1847 e a condecoração de cavaleiro da Ordem Imperial da Rosa em 1850, como se pode verificar em ofícios transcritos nos Arquivos da Escola Nacional de Belas Artes (nº XI, 1965). Atuando igualmente no campo do magistério, foi contratado, em 1864, para reger a cadeira de Desenho da Academia, inscrevendo-se logo em seguida no concurso para provimento definido da mesma, que se realizou no ano seguinte e foi vencido por Pedro Américo. Nomeado então professor honorário da seção de Pintura, passou, no entanto, quase todo o restante de sua vida substituindo a Pedro Américo na referida cadeira de Desenho, tendo, além disso, ocupado a cadeira de Pintura Historica em 1868, enquanto Vítor Meireles, seu titular, se encontrava em viagem. Dedicou-se especialmente a pintura de retratos, havendo obras de sua autoria no Museu Imperial (Petrópolis, retratos do imperador dom Pedro II e de Domingos Custódio Guimarães). José Maria dos Reis Júnior citou-o em A Pintura no Brasil (1944) e Alfredo Galvão analisou sua atividade no magistério em Subsídios para a História da Academia Imperial e da Escola Nacional de Belas Artes (1954). Teodoro Braga reuniu referências bibliográficas a seu respeito em Artistas Pintores no Brasil (1942).

Roberto Pontual
Extraído do livro Dicionário das artes plásticas no Brasil, Civilização Brasileira, Rio de Janeiro, 1969, p.305.



TEXTO
Copyright © sucessores de Roberto Pontual, 1969-2014

Termos e condições Copyright © Carlos Roberto Maciel Levy 1995-2015. Todos os direitos reservados.